Sabe-se que negros e negras compõem 47,6% das candidaturas. No entanto totalizam apenas 27,9% dos eleitos.

   Negros e negras compõem 47,6% das candidaturas. No entanto totalizam apenas 27,9% dos eleitos.

FOTO INTERNETE- almapreta.com - Abdias do Nascimento.

   Dentre tantos motivos relevantes para tamanha disparidade podemos destacar a má distribuição da verba partidária e as candidaturas “fakes” conhecidas no meio político como rabiola. 

   Tramita no congresso projeto de lei que visa melhorar e tornar mais justa as distribuições das verbas partidárias. O ministro Barroso quando do seu voto citou um estudo da fundação Getúlio Vargas (FGV) que aponta quem 2018 embora negros e negras fossem 47,6% dos candidatos totalizaram apenas 27% dos eleitos. 

   Em seus estudos a FGV apontou dados sobre a câmara dos deputados nas eleições de 2018, em que mulheres brancas eram 18,1% das candidaturas e receberam financiamento proporcional igual a 18,1% dos recursos.  Na contramão de um processo justo e igualitário mulheres negras eram 12,9% e receberam apenas 6,7% dos recursos. Tal desigualdade também é percebida quando se trata do homem negro que representou 26% das candidaturas e receberam somente 16,6% dos recursos.  No entanto homens brancos representavam 43,1% das candidaturas e receberão 58,5% das verbas partidárias.

    Além disso as candidaturas “fakes” as chamadas rabiolas pulverização e dispersam o voto negro, feminino e popular.  Percebe-se que muitos partidos estrategicamente buscam candidatos e candidatas com pouca experiência e ou conhecimento político, nas camadas mais populares da sociedade de modo que suas votações sejam boas para compor um coeficiente eleitoral, mas não tão boa a ponto de derrotá-los. 

“A oligarquia rica é a pipa e o povo a rabiola.” 

FOTO: Carlos Moura / SCO / STF - Ministro Luís Roberto Barroso

   “Sob o prisma da igualdade, há um dever de integração dos negros em espaços de poder, noção que é potencializada no caso dos parlamentos. É que a representação de todos os diferentes grupos sociais no Parlamento é essencial para o adequado funcionamento da democracia e para o aumento da legitimidade das decisões tomadas”, disse o ministro. 

O ministro Luís Roberto Barroso presidente do TSE afirma: “mais do que um problema individual o racismo está inserido nas estruturas políticas sociais econômicas e no funcionamento das instituições o que permite a reprodução e a perpetuação da desigualdade de oportunidades da população negra.” 

   Como como se ver é urgente a aprovação da lei de proporcionalidade  de distribuição de verbas partidárias entre homens e mulheres, negros e brancos, bem como uma forte conscientização política, popular da importância de se ter candidaturas fortes, viáveis  e de se eleger negros, mulheres, e populares proporcionando assim  uma representatividade política e social justa e  igualitária. 

ddieta-17-dias.jpg

Perca peso sem perder a saúde!

Descubra o Método de Emagrecimento Utilizado Por Milhares de Mulheres, Para Perder de 5 a 10KG Em Apenas 17 Dias

Vinte de novembro, dia da Consciência Negra
Tribunal superior eleitoral (TSE) decide cota de tempo de propaganda e verbas para candidaturas de negros e negras.
  Existem apenas duas classes sociais, as do que não comem e as do que não dormem com medo da revolução dos que não comem. 
Negros e negras compõem 47,6% das candidaturas, No entanto apenas 27,9% são eleitos.
FUNDEB-fundo de manutenção e desenvolvimento da educação básica e o avanço permanente na educação brasileira.
Números da violência, medo e insegurança crescem em Resende.
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Shadow
Slider